PAPO COM VET 02 – Dra. Lara Kley Orso, Médica Veterinária Especialista em Odontologia

Nesta segunda edição do Papo com Vet aproveitamos o dia nacional do riso para falar com quem mais entende dele, que na Pet Center Canoas é a Dra. Lara Kley Orso, Médica Veterinária Especialista em Odontologia (CRMV-RS 15061). Neste bate papo levamos algumas das perguntas mais frequentes dos tutores sobre a saúde bucal dos pets. Confere abaixo e deixe seu comentário:

1- Os pets também têm dentista?
Dra. Lara: Sim. Assim como nós, os nossos pets também devem ir ao dentista! A saúde dos pets começa pela boca. Por isso, é importante a prevenção de doenças orais.

2- Tem que escovar os dentes?
Dra. Lara: É importante que a escovação dental seja feita diariamente e que se torne uma rotina! É fundamental que, após a escovação, o pet receba um reforço positivo, para aceitar a prática.

3- Quando está com mau hálito, o que fazer?
Dra. Lara: Sempre que o pet estiver com mau hálito, deve-se procurar um dentista veterinário, pois pode ser sinal de que algum problema esteja iniciando na cavidade oral. Existem bifinhos, brinquedinhos, produtos que podem ser usados para ajudar no combate ao cálculo dentário (tártaro) e ao mau hálito, porém eles servem apenas como coadjuvantes. Nenhum deles substitui a escovação dental diária e também não isenta a responsabilidade de levar o pet ao veterinário.

4- Pode ser necessário realizar algum procedimento? Qual?
Dra. Lara: Apenas o dentista veterinário avaliando poderá decidir o que deverá ser feito. Muitas vezes, é necessária a realização do tratamento periodontal para conseguir restabelecer a saúde bucal dos pets. Para esse procedimento, é indispensável anestesia geral, com um anestesista qualificado.

5- Eles trocam de dentes como a gente?
Dra. Lara: Sim! Eles possuem a dentição “de leite” e a permanente, assim como nós. Os cães, em torno dos 7 meses de idade, já estão concluindo a troca dentária e os gatos, aos 6 meses.

6- Quando é o ideal a primeira consulta?
Dra. Lara: O ideal é que a primeira consulta seja realizada no momento da adoção do pet. Assim, o dentista veterinário pode esclarecer dúvidas quanto à erupção dos dentes, trocas dentárias, além de orientar como realizar a escovação dental. É importante que os tutores acostumem os animais, ainda quando filhotes, a terem a cavidade oral manipulada, para que seja possível desenvolver um hábito de escovação diária. Devemos trabalhar sempre com a prevenção das doenças orais.

7- Precisa de radiografia para o atendimento?
Dra. Lara: É importante que, durante o tratamento periodontal, sejam realizadas radiografias intraorais. Isso porque, muitas vezes, a doença não está apenas na coroa do dente (parte que conseguimos enxergar na boca), mas se estende às raízes dentárias. Sendo assim, só poderemos observar isso através das radiografias.

8- O que você sugere para manter a saúde bucal do meu pet?
Dra. Lara: É muito importante uma alimentação adequada, escovação dental diária com pasta específica pra cães e gatos, além de adjuvantes como brinquedos e petiscos específicos para a manutenção da saúde oral. Deve-se também realizar consultas periódicas com um dentista veterinário, que pode ser semestral ou anual, dependendo da necessidade individual de cada paciente.

9 – Profilaxia é limpeza dos dentes?
Dra. Lara: Profilaxia está relacionada com medidas preventivas para a preservação da saúde, ou seja, são ações que podem prevenir problemas e doenças em todas as áreas. No meu caso, usamos o termo profilaxia dentária, que consiste na prevenção através da higiene bucal. O procedimento mais comum é a remoção do cálculo dentário (tártaro). Quando outros procedimentos são necessários, como extrações dentárias, alisamento radicular ou flaps, o termo correto é tratamento periodontal.

Fica aqui então estas dicas e esperamos ter ajudado você e seu pet com estas informações. Lembre-se que nada substitui a orientação do médico veterinário, por isso, se você viu algo, faça algo! Sua atitude pode salvar muitas vidas.

Abraço!

Redação Pet Center Canoas

4 Comments

  • Olá, essa semana notei que minha gata está com tártaro nos dentinhos lá de traz, ela come normalmente mas percebo que ela sente dor. Tenho tentado dar mais sachê ou amolecer um pouco a ração para ela poder comer melhor. Infelizmente estou desempregada e não tenho como pagar uma consulta. Mas queria saber qual a melhor forma de tratar e cuidar disso. Até se puderem me indicar alguma ONG em Canoas/RS agradeço.

    Daniela 9 de novembro de 2017
    • Olá Daniela, obrigada pelo seu contato. Através da nossa página do Facebook já passamos as indicações de lugar para atendimento. Quanto aos cuidados com a saúde bucal, como mencionamos aqui no artigo, é necessário fazer consultas de rotina com um médico veterinário, especialmente o odontologista, para poder avaliar e orientar melhor. Nestes casos, muitas vezes, apenas o tratamento periodontal é capaz de solucionar o problema. Porém apenas um profissional da área poderá confirmar o melhor tratamento.

      admin 9 de novembro de 2017
  • Olá ! Duas perguntas….a primeira é se meu pet pode morrer durante a “cirurgia” de remoção do tártaro ? E a segunda é se problemas cardiológicos estão relacionado a tártaro nos dentes ? Obrigada ! Andréa

    Andrea 6 de novembro de 2017
    • Olá Andrea! Todo procedimento anestésico tem riscos. A Pet Center conta com uma equipe de médicos veterinários anestesistas especializados. Exames pré-cirúrgicos são realizados, tentando sempre reduzir os riscos ao máximo.

      A doença periodontal pode levar a alterações cardiológicas ou agravar o quadro de pacientes cardiopatas. Por isso, é sempre importante consultar um médico veterinário para exames de rotina.

      admin 7 de novembro de 2017

Leave a comment

Your email address will not be published.